29 de maio de 2006

Uma mão cheia de vento

O silêncio, o leve balançar do silêncio. O eco da ausência que desfaz a pele queimada da vida. A inconstância do vento que acaricia a alma.
Adoro o vento. Senti-lo enebriar-me os sentidos é tão libertador. Parece que o tempo pára, até o sol se demora mais no dia. É dos poucos momentos em que as palavras são realmente desnecessárias, dos poucos momentos em que a fúria transmite calma, quando o vento de tão violento nos faz esquecer as perturbações do quotidiano.
Não me importo de levar com areia quando estou deitada na praia, sei que se me levantar vou adorar sentir o vento na pele e a areia não me vai incomodar nada. Também não me importo de ter o vento nas minhas costas a revolver-me os cabelos, basta-me dar meia volta e oferecer-lhe um sorriso.
Gosto. Gosto tanto de estar sentada no meu baloiço com os tornozelos cruzados e os pés no ar, sentir as cordas a balançar com o vento, olhar a paisagem e apreciar as coisas simples da vida. Porque tenho a certeza que a felicidade é simples.

18 comentários:

Joana* disse...

Gosteiiii!
E também gosto do vento...estas brisas suaves que tÊm andado pelo ar...hmmm...
e adoro andar de baloiço :P

Alexx disse...

E o vento que mal se fazia sentir na Avenida da Igreja naquela bela (e quente) noite de Sábado =P

Eu tb gosto do vento, principalmente qd ando a passear à beira mar... E adoro baloiços!!!!
E tb acho que a felicidade está nas pequenas coisas e que só não somos mais felizes porque complicamos demais...

Ah, e gosto imenso de te ler ;)

booksandnoises disse...

Bom, gostar de vento gosto, mas não em demasia. Gosto de sentir a 'tal' brisa fresca. Apenas.

O último parágrafo do teu texto recordou-me tempos antigos... tempos de infância. O andar de baloiço, o não às preocupações. (Era lindo!)

E a felicidade, de facto, pode ser simples..mas o dificil não é sabermos disso mesmo, é pensarmos que o pode ser. E interiorizarmos que o é. O ser Humano espera sempre mais, procura sempre mais.

Parabéns, gostei de te ler. Dei uma olhada muito no geral aos teus textos. Vou tentar visitar-te regularmente =)

Diana disse...

eu nao gosto nada do vento :\

e de tão simples será que a conseguimos encontrar?

GK disse...

"Porque tenho a certeza que a felicidade é simples."

É... Nós é que complicamos...

Gostei do teu texto... mais uma vez...

Bj.

SoNosCredita disse...

"quando o vento de tão violento nos faz esquecer as perturbações do quotidiano."

sim, gosto!

D@s Pl3ktrüm-/v\ädch3n disse...

Hehe =P Sim, é verdade que te perguntei o nome... É tanta gente! Tantos nomes para decorar... Mas afinal "What's in a name? That which we call a rose by any other name would smell as sweet..."

Não sei se é o cheiro, se é qualquer outro atributo o que nos "escreve" na memória de alguém... mas gosto de acreditar que há lugar para todos aqueles que se cruzam no nosso caminho e nos fazem olhar para trás, porque o encontro valeu a pena! Mesmo quando a memória falha =P

P.S.- Tens razão. Ser feliz é tão simples... Também gosto =)*

Filipe de Arede Nunes disse...

A felicidade é complexa... mas isso sou eu hoje! *

Suntory Time disse...

O Sr. Vento quando está zangado consegue ser mesmo muito parvo... Especialmente quando o Sr. Cabelo acordou de mau humor. Portanto nesse aspecto discordo contigo.

Agora a Menina Brisa... Eu e ela damo-nos bem. (:

Menace disse...

ja vi k sou o uniko k aki komenta sem bloger... enfim ninah, ja sabes kek eu penso.... kd aparecer um k eu n gostu tb te aviso ;D

albinonatural disse...

É mais um dos teus lindos textos. Concordo, a felicidade é simples!
O vento é bom e importante, às vezes também se zanga e aí é bruto.
Continua a escrever, estou sempre a consultar o teu blog para ver se já lá tens um texto novo.De qualquer forma compreendo a tua falta de tempo para a escrita. Bjs

Super_Guilho disse...

o vento... k traz semp algo pa dizer... o vento k nos faz pensar, k nos transforma a alma, k nos obriga a ser resistentes contra a vida! Gostei mt!!

(exa parte do vento na praia e das areias na cabeça dv ser a gozar cmg n prima? lol)

bjxx**

HoneyWitch disse...

lol..um bocadinho, guilhito! =P

tks plos comments***

_XugarSpice_ disse...

Eu gosto da brisa, ao tocar no meu rosto e beijar os meus lábios!

A felicidade é tão simples como dar uma festinha no nosso cachorro, basta sentir.

Gosto do teu texto é suave...
Gosto do baloiço, ainda há pouco tempo numa destas noites andei de baloiço... Numa terra linda, com a vista de terras à minha frente e o horizonte a tocar-me as mãos...

Lindo.

_XugarSpice_ disse...

P.S. A imagem está linda!

HoneyWitch disse...

^.^ deve ser um lugar lindo esse que descreves xugarspice...parecido com o local do meu baloiço...

ainda estive para por aki uma foto dele...talvez um dia *.*


**tks

Beks disse...

Oh sim...
A felicidade deve ser mesmo simples :)
É por isso que as pessoas a procuram tanto em sitios que ela claramente não vai estar...

Às vezes está num sorriso ou num olhar.
Será que as pessoas não vêem? Ou têm medo de saber que ela já está ali pq já estão habituadas a sentir-se sós e infelizes?

Bem...whatever, o vento é agradável...
Mas essa de gostares de estar na praia com o ventinho a levantar a areia :| Yak isso é horrivel :S!

miss madness disse...

tudo na vida é simples... nós é que "gostamos" de complicar um pouco mais, para dar adrenalina à coisa ;) mas sim, concordo... e tambem tenho a certeza de que a felicidade é muito simples ^^

*adorei*