27 de dezembro de 2007

A manhã

A manhã nem sempre sabe como começar. Porque há dias em que o sol se esconde por entre nuvens e árvores para não perceber a tristeza do mundo.E as horas levam-nos por entre as palavras que dizemos e aquelas que nos obrigam a ouvir. O tempo passa sem querer, sem saber onde parar. Os dias transformam-se numa sala de espera quente e iluminada, começam do avesso do fim porque não sabem como começar. E neste lugar, aconchegado por entre os minutos da correria quotidiana, podemos esticar as pernas e encostar a cabeça…e esperar. Simplesmente esperar.

Os meses correm, esquecidos nos dias iguais, como as águas límpidas das cascatas. E aquela espera serena prende-nos a qualquer momento que não devia ter acabado. Esperamos sempre…por alguém, por alguma coisa…e nessa espera somos capazes de perceber que na verdade esperamos por nós, desde que nos perdemos nas memórias até que alguma coisa nos traga de volta aos minutos que apertamos nos dedos. E nas manhãs em que o dia adia tímido o seu início afastamos o sono do corpo na esperança de haver sorrisos à nossa espera. Esperamos sempre…nem que seja para ver o dia nascer.

11 comentários:

Laranjinha disse...

Gosto muito da forma como escreves... *

Gavi disse...

porra já tinha saudades xD

Alexx disse...

"O tempo passa... mas eu espero por ti"
Lao Tsé

A verdade é que esperamos sempre.... por alguém, por algo, por seja lá o que for... Acho que já nos está nos genes... E quando nos cansamos de esperar? O que acontece então? Arranjamos outra coisa pela qual esperar.... A nossa espera nunca tem fim... Assim como nunca me canso de esperar pelos teus textos!
Beijinho*

secretly heaven disse...

A forma como escreves é tão explicíta ... que só o facto de tirar conclusões dos teus textos, torna-se para mim uma tarefa impossivel. Parabéns mais uma vez ;)

Fabio Paulos disse...

os teus textos continuam 5*!!


feliz 2008

strawberry disse...

"desfaço-me em pedaaaaços em retratos em bebiiidas que trocámos e abraçáaamos sim, fugimos, mas voltamos! e o que presta é o que resta em nós...
só eu sei ver o sol nascer."

MiLady disse...

esperar por nós..

e quem espera desespera..

Beks disse...

Se para o dia é dificil por xs saber como acordar para um mundo nem sempre receptivo, para nós as coisas ainda serão mais difíceis...

"e nessa espera somos capazes de perceber que na verdade esperamos por nós, desde que nos perdemos nas memórias até que alguma coisa nos traga de volta aos minutos que apertamos nos dedos."

Tás tão certa, sabes tão bem...

Orbi disse...

Muito bom! Como todos os teus textos. Continua a brindar-nos com estas preciosidades!

Suntory Time disse...

Gosto da última frase. às vezes acho que quem espera desespera, mas mesmo assim continua a esperar desesperado sempre.

Fábio disse...

Quando nos resta apenas esperar que o dia nasça, esperar pelo amanha, então é porque o hoje não é o que queremos. E o amanhã é uma nova esperança. Se é vã ou não, apenas cada um pode dizer, no mais profundo de si mesmo. Quanto a mim, resta-me também esperar por amanhã.

Mais uma vez menina tatiana, devo dizer k escreves mt bem e este texto é um exemplo disso mesmo :)