6 de novembro de 2006

E a estrela caíu...


Olhava para a estrela e pedia com força que lhe roubasse a vida. Fixava-a como que a pedir-lhe que descesse e o matasse.
Desistiu...Todo o ódio que tinha naquele olhar desaparecera com um sorriso.
- Vou pedir outro desejo, algo agradável...
E com o mesmo sorriso desejou que todo o ódio, toda a dor e sofrimento que o pudesse atingir se transformasse posteriormente em amor e alegria. Fechou os lábios mas não deixou de sorrir. E a estrela caiu...E chorou por pensar que nem os seus desejos conseguiam durar.
Beatriz subiu as escadas e sentou-se ao seu lado. Perguntou-lhe porque chorava, ele respondeu que a estrela que continha o seu desejo tinha caído, ela sorriu aliviada e o pequeno rapaz, chateado, perguntou-lhe porque ria se a situação era tão triste. Ela respondeu calmamente e explicou que a estrela que caíra não morrera, antes pelo contrário, depois de saber que guardava um desejo dele, viera alojar-se no coraçãozinho magoado do Rodrigo.
E, confuso, o Rodrigo agarrou-se a esse pensamento. Embora não percebesse muito bem o que a sua irmã queria dizer com aquilo. Pôs a mão sobre o peito e sentiu o coração bater, susteve a respiração e procurou o coração brilhante da estrelinha no silêncio da noite. Porém, não o sentiu, nem o ouviu. Indignado perguntou à irmã porque não sentia o coração da estrela, Beatriz pensou na sua mãe e na explicação que lhe tinha sido dada quando também ela não conseguira encontrar um outro coração dentro dela. Sentiu as lágrimas procurarem-lhe os olhos. Fechou-os.
Explicou ao Rodrigo que a estrela se fundira com ele e que o seu coração, agora, servia para os dois.
- Mas se a estrela está dentro de mim, como é que pode realizar o meu desejo?
- Ela não o vai fazer sozinha, vai ajudar-te a fazê-lo. Tu é que o vais realizar, ela só te dar força suficiente para não desistires.
Rodrigo ficou resignado com a resposta. Um sentimento que conhecera após a morte da sua mãe. Mas com a estrela dentro de si não se chateia por se resignar.
Pensou então em guardar mais estrelas dentro de si, mas achou que era cruel roubar as estrelas do céu.


(escrito já em 2003)

14 comentários:

MiLady disse...

tao lindooo i a imagem mt keridinha ^.^

ah i adoro o nome rodrigo xD

Alexx disse...

Sweet.... as always.

E a imagem é super fofa, parece mesmo que tou a imaginar a cena toda ;)

Um texto sentido e mesmo assim leve como uma brisa fresca de verão (apesar de já n ser verão =P)

Gostei, Bruxinha, gostei muito ;)

elmary disse...

que as estrelinhas que guardas no teu coração te ajudem também a realizar todos os teus sonhos...
Sê feliz.

Gavi disse...

tá tãoooo FOFO! mesmo kerido, adorei msmo! às x sabe bem ler as coisas cobertas com esta magia =D bela veia d escritora!

dalmata disse...

Está tão bonito! :D
Além disso o texto é profundo...como aliás, costumam ser os teus textos, pelo menos os que tenho lido!

Dá-me um autógrafo :P

***********************************

Anónimo disse...

vou contar-te um segredo : a tua criatividade supera o brilho das estrelas =)

Suntory Time disse...

Rodrigo <3

Gostei imenso! Muito! Super fofo *

Hizys disse...

como o nosso olhar pode ter o céu, como é meigo o pensar de uma criança =) e tu soubeste sentir da mesma maneira =)

patiXa_ disse...

Às vezes é difícil arranjar palavras para te dizer como a tua escrita é tão espectacular...

peuguinha ou cacau ... lol disse...

seria mesmo uma crueldade roubar todas as estrelinhas do céu .. porque acho que ainda deve haver mtus "rodrigos" à procura de uma estrelinha para se fundir nos seus corações! a verdade é que n disseste senão a mais pura verdade: todos nós temos um desejo profundo, que sentimos ser impossível realizar sem a ajuda de uma "estrelinha"! resignado ou n...um dia o rodrigo vai descobrir o poder que esta estrelinha terá na sua vida!

Parabéns!!! além de bonito, é lindoooooooooo!!!!

Diana disse...

Deviamos ter todos uma estrela dentro de nós para nos podermos aguentar nos momentos dificeis, para nunca desistirmos. Mas acredito nesta história.. cada pessoa que perdemos (ou que se afaste de nós, ou que não tornemos a ver), não a perdemos totalmente porque uma parte dela fica sempre conosco até que sejamos nós a desaparecer..

StupiDreamer disse...

opa..:)
estrela em mim
*

albinonatural disse...

É um texto maravilhoso e brilhante chega mesmo a emocionar. Muito bom adorei bjs

Catarina disse...

Fantastico! :)