31 de outubro de 2006


Ele entrou no mesmo metro que ela e ela saiu na mesma estação que ele. Ele virou à esquerda e ela virou também. Ele saiu, voltou a virar à esquerda e ela foi atrás porque também era por ali o seu caminho, depois ela virou à direita e subiu a rua e ele caminhava ao seu lado.

«Ela também vem por aqui?»
«Ele vai virar ali não vai?»

E ambos seguiam lado a lado sem mais ninguém na rua.

«Este silêncio...ela até é gira.»
«Ele podia dizer-me "olá", tropeçar, pedir uma informação estúpida..sei lá.. e ainda não lhe consegui ver bem a cara, mas parece-me bem.»

Passaram por um rapaz que segurava um cão pela trela à porta de casa e dizia ao telémovel que estava sentado a ver televisão.

«E agora será que ela mora aqui?»

Ela suspirou.

«Coitada parece tera mochila pesada, se calhar devia perguntar se quer ajuda»
«Ele podia perfeitamente perguntar-me as horas!»
«Ela não tem relógio no pulso...seria estúpido perguntar-lhe as horas!»

Viram em uníssono na mesma esquina e ambos se precipitam para a passadeira.

«E agora para onde é que ela vai..?»
«Acho que ele vai continuar...paciência, pode ser que nos voltemos a encontrar p' ra semana!»

Ela vira à direita resignada e ele tem vontade de ir atrás dela mas não o faz.

«Ela nem olhou para trás...»

19 comentários:

elmary disse...

é uma história linda, dá-nos mais episódios, vou aguardar.

Anónimo disse...

mui lindo, a serio...

Gavi disse...

é tão bom kd há 2as oportunidds... msm kd n há essas pekenas histórias são tão boas =D

Alexx disse...

Epah, sabe tão bem quando estes pequenos acasos da vida nos acontecem... E tu ficas para sempre com aquela lembrança e a eterna pergunta do "e se...?" E sorrirás sempre que te lembrares desse momento.... É tão bom quando a vida nos prega partidas destas...

Acaso ou destino?? (e isto faz lembrar retórica =S)

************

Diana disse...

ah..parece-me bem :) ai, desencontros, desencontros**

Gavi disse...

AIIIIIIIIIII só de pensar na cena do metro d ontem... Akeles sorrisos trocados... Kero a 2a oportunidade!

f7 disse...

yaH..i dpx a culpa é sp d alguem..

nao ha informacoes pa esas cnas?? DEVIA!! ;p

m pront..!
final da storia: nc mais s viram..i passaram pai um mes a pensar niso..enfim.!!
ha coiss ridiculas!

Kizz.. ;p

_XugarSpice_ disse...

Bigada pelos comments!!!
Aiii tá lindooo!
Por vezes é bom fazermos o que sentimos, se por acaso um dos dois tivesse agido conforme o que sentiu podiam ter ficado a falar a tarde toda!

E a vida é assim feita de encontros e desencontros!!

************************************

_XugarSpice_ disse...

Bigada pelos comments!!!
Aiii tá lindooo!
Por vezes é bom fazermos o que sentimos, se por acaso um dos dois tivesse agido conforme o que sentiu podiam ter ficado a falar a tarde toda!

E a vida é assim feita de encontros e desencontros!!

************************************

GK disse...

Que sirva de lição! LOL Se fosse no Brasil ou nos EUA não eram precisas tantas formalidades! LOL Temos de aprender a descontraiiiiiiir!!! E a viver a vida sem deixar nada para depois!!!!
:)
Bj.

Procyon disse...

O q é q nós vemos afinal?
Às vezes está lá...

(Delicia de texto... engraçado ler, pq já passei por uma situação peculiarmente parecia, muito parecida mesmo. Mas o q mais me deliciou foi reparar como contamos a situação de formas totalmente opostas... :)
Deve ser verdade o q dizem... ser pessimista é mau... mas pronto, eu gosto de ser como sou. :P)

Suntory Time disse...

Tão giro!

[lunatic] disse...

Tá lindo... é tão fácil de imaginar.. também quero mais episódios! :P

patiXa_ disse...

Está tão lindo (=

StupiDreamer disse...

:X
agora deste-me vontade de ir falar com o meu «menino do destino»
oh ams depois se falasse estragav tudo não era? *

D@s Pl3ktrüm-/v\ädch3n disse...

=) It's a nice story... happens so many times! Mas é verdade, podemos sempre estragar tudo, por isso preferimos deixar que o cobiçado "destino" empurre as pessoas certas para o nosso caminho... ou não o faça (e então é sinal de que não era "suposto") quando não andamos a saltitar de nuvem em nuvem! Alguém capaz de nos acompanhar, mesmo ao ritmo frenético não do dia-a-dia, mas precisamente da espontaneidade que quebra a rotina! - será pedir demais?

mizki-do disse...

adorei :)

Joana disse...

desencontros forçados..

Leoa disse...

Gostei do texto, faz-me lembrar a noite passada. à uma semana vi um rapaz e ele foi embora sem que eu tivesse coragem para o conhecer. Num sitio completamente diferente, ontem, voltei a encontra-los, voltamos a olhar-nos, mas nenhum de nós teve coragem para perguntar o nome e conhecer-nos... será que o vou voltar a ver?

Não sei, mas perdi uma excelente oportunidade...