11 de setembro de 2008

Cruzas os dedos com força enquanto mordes o lábio. Sei que desejas que tudo corra bem e também sei que tens medo que tudo corra mal. E tu sabes que eu acredito em ti. Ontem, quando te disse que ia estar sempre aqui para ti, não te menti. Mas quero que acredites em ti mesma. Quero lavar-te dessa insegurança que te faz tremer as mãos e a voz. Porque tu sabes que vou absorver cada lágrima que fizeres deslizar no teu rosto e vou beber da tua dor como se fosse minha.
Agora dá-me a mão, o silêncio não chega para que percebas que estou aqui, que sou real. Nunca te deste bem com a ausência de voz, o vazio das palavras. Nunca gostaste que eu as guardasse só para mim. Sempre achaste que as palavras são como presentes, que não se guardam, oferecem-se. E tu sabes que eu guardo cada presente teu, escuto cada palavra desenhada pela tua voz, porque tenho medo do teu silêncio. Na tua boca o silêncio é tristeza, os momentos em que emudeces a voz são punhais cravados no meu coração. E as tuas feridas são minhas também, sangro os mesmos rasgões abertos pelas lâminas que escondes.
Anda cá, deixa-me sussurrar-te ao ouvido. "Vai correr tudo bem. Eu estou aqui."

5 comentários:

Lenynha disse...

Gostei muito :)

Afinal as palavras ficam, e os momentos de silencio acabam por ir...

.• Cat •. disse...

Adorei!
É sempre bom termos alguém ao nosso lado, amigos que nunca nos deixam, que nos digam "Vai correr tudo bem. Eu estou aqui"..
E mesmo quando não estão perto, lembramo-nos das palavras que nos ofereceram e sentimo-nos mais fortes :)
Beijinhos **

elmary disse...

Como não tenho jeito para escrever utilizo este texto (se me permitires) para te dizer exatamente o que nele está escrito.
Tu sabes que podes sempre contar comigo.
bjs

Dr. Esticópernil disse...

"E tu sabes que eu acredito eu ti" hummm...porque será que esta frase me parece mal construida...? ;) gotcha ya

orbi disse...

É um texto muito bonito e cheio de emoção. Dá força e coragem, lembra-nos que nunca estamos sózinhos. Há sempre, por perto, uma mão amiga que nos dá força e coragem. Quanto às palavras essas têm a força de um buldozer por isso saber usá-las é uma arte e uma poderosa arma. Tu sabes usá-las com muita mestria parabéns!