7 de março de 2011

estragada.

- Acho que estou estragada.
- Não és uma boneca que cai na água e fica estragada. Não é assim que funciona.
- Mas sinto que se partiu algo aqui dentro.
- Não sejas parva, estás só cansada.
- Dói-me a cabeça, mas não é uma dor que passe com um comprimido.
- Toma um na mesma.
- Estou estragada.
- Pára de dizer isso, não estás nada estragada. Onde é que foste buscar isso?
- Não sei, sinto-me estragada.
- Toma. Isto vai fazer-te sentir melhor.
- Não quero. Não me sabe bem, não me serve para nada.
- Ajuda. Confia em mim. E agora dorme. Amanhã vai ser um dia melhor.

4 comentários:

Otodectes cynotis disse...

...ou tudo à volta está estragado?

Há comprimidos suficientes?

T.A. disse...

não sei. Nem sei se resolvem.

Fábio Paulos disse...

por vezes o que se estraga tem arranjo, pode ser difícil, mas querendo chegasse sempre lá. um dia de cada vez, um dia melhor que o outro.

la... disse...

Sinto muito do que sentes..
"Como é que se encontra o caminho quando já nos perdemos nos atalhos?"
Mas também concordo com o Fábio: um dia de cada vez...