12 de janeiro de 2006

A leveza da inocência

Tenho saudades do tempo em que a vida era leve...E o mundo para mim era feito com quatro casas, uma dúzia de adultos e outras tantas crianças...e eu podia fazer dum banco num barco um carrosel...

É tão bom ser-se criança!

17 comentários:

Beks disse...

Acredita que o mundo era pintado a cores e nada melhor havia que um dia que antececia uma noite de cotovelos e joelhos esfolados =D...
Como era bom limpar restos de gelado à manda da camisola, lambusar a mae de chupa chupa..
Ai ai...acredita!..Mas não termos sido crianças implicava nao sermos o que somos hoje.E sermos aqui e agora é bom :D

Super_Guilho disse...

tb sinto saudades d ser criança... akela ignorancia feliz, toda akela cabeça xeia d sonhs para o futuro, tdas as brincdeiras k tinha c todos os putos da minha idade e c o meu irmao!! belos velhos tempos k eu recordo c um aperto no meu coraçao...

bjxx**

MiLady disse...

O mundo das fadas, dos principes encantados...O mundo dos porquês e das línguas de fora...O mundo das nódoas negras e dos sorrisos inocentes..."E o que foi não volta a ser..."

Donusnutxi disse...

é um espirito que nunca devemos perder. Mesmo que fisicamente e legalmente já não o sejamos, o que conta é uma atitude de vida que nos pode levar mais longe, libertar das paredes que nos obstruem, tornar os problemas mais leves... vou ser uma criança para sempre =)****

Kick disse...

qui pikinita!
;D a neta do grande senhor Albano, eheh ;P
eu fui teu bizinho e nem sabia! *

StupiDreamer disse...

o mundo em que não tinhamos de pensar, somente como construir aquela cabana, que roupa vestir an boneca e onde taria escondido o colega de brincadeira...
aquele em que nos refugiamos sempre.quem em dera viver na terra do nunca e nunca crescer (e dantes só queriamos crescer e o tmepo passava tãooo devagar-agora passa a voar).
infância perfeita...o sonho em que nos refugiamos sempre, longe ou não de ser verdade.infância de consciência, a que desejamos viver ao mesmo tempo em cosnciência- impossibilidade.enfim...quero ter 8 anos de novoo, mas o que temos é o presente e não podemos gastá-lo a lamentar-nso que o bom ja passou e atras é que era, pq amanha faremos o mesmo qto a hoje e é sempre assim e nunca aproveitamos nunca!*

Filipe de Arede Nunes disse...

Já passou, agora o mundo das responsabilidades, mas e em concreto para Milady, o mundo dos porquê, não tem de terminar!
Chega de saudosismos e nostalgia!

Mesquita disse...

De facto era bom ser-se criança, mas não creio que tenha saudades...

Avó disse...

Venho só dizer que adoro todo o teu blog. Falas sempre de assuntos que me mantêm pregado ao ecrã e me despertam muito o interesse e tens uma riqueza de palavras que só é comparada à beleza do teu sorriso! Adorei muito " E um dia o coração estilhaça..." e " Diz lá isso outra vez...", simples mas genial! Criança já não posso voltar a ser, mas continua com este fantástico trabalho para que eu daqui a muito tempo ainda me possa lembrar dele!

P.S. Eu e a malta do meu blog fomos visitar o "Pijaminha Indecente" como nos recomendaste. LOL Tá muito louco! Vocês são uns/umas ganda maluc(os)/(as), altamente taradões. Adorámos, continuem! :P

Gavi disse...

Eu tb tenho saudades... Ag temos d arcar c as responsabilidds e ning nos poupa d nd! Amei ser criança tal cm gosto d hj em dia ter liberdd pa faxer td... Td tem 2lados ... O mundo é relativo! A foto tá mm lindahhhh mm mm xeriuh xeriuh lol *

Ruben Portinha disse...

Estou a ver k partilhamos todos da mesma saudade... k é feito desses tempos, em k o meu mundo era tão pekenino?... mas apesar disso, acho que não deixei de ser criança... e gabo-me por isso! :) E acreditem: + vale ser uma grande criança do que uma criança grande...
Ainda um dia me vou chegar ao pé de uma criança (talvez do meu filho, ou da minha filha, quem sabe...) e dizer-lhe tal e qual o que canta Miguel Gameiro: "Se eu voltasse atrás por minha vontade, trocava alguns anos desta vida por 1 só dia na tua idade..."

Beijinhos grandes, CRIANÇAS!!! :)

MiLady disse...

Agamenon é claro que não tem de terminar mas nunca será a mesma coisa, o rio que corre é o mesmo mas a àgua muda sempre.

_deXter disse...

deixa o passado...
vive o presente...
:D
***

Suntory Time disse...

I still dream of Organon...

Acho que ninguém me bate no departamento da nostalgia. As saudades que eu tenho do tempo em que era pequenita e passava o dia a brincar, não tinha preocupações e brincava à Vamp... Ai, ai, ai...

O passado não se deixa nunca, somos feitos do passado... E não faz mal a ninguém de vez em quando uma viagenzinha down old memory lane...

patiXa_ disse...

É, eu também tenho saudades desses tempos de felicidade desmedida, quando os problemas do mundo se resumiam às doenças das nossas bonecas...

(E pensar que no dia em que postaste isto, estudei eu a português a "nostalgia da infância" na poesia de Fernando Pessoa xD)

:*

«Karllus» disse...

O meu amigo Manuel Daniel, escreveu:

"O mundo que os homens ergueram
devia ser construido
como as crianças o vêem".

Anónimo disse...

That's a great story. Waiting for more. »