7 de abril de 2008

Uma gota e depois outra. As lágrimas que esconde por baixo da pele começam a doer. Está sentada à beira mar, olha para o horizonte e tudo se mistura. A chuva já não lhe sabe lavar a alma, a serena carícia da água fria já não chega para a acalmar. Há algo que falta, uma peça que já não sabe como se encaixar.
Cruza os braços por cima dos joelhos e fecha os olhos, sente o frio a corroer-lhe os ossos mas não é capaz de se levantar. Por entre os passos de alguém que a acompanhou perdeu o ritmo do seu andar, e agora já nem sabe por onde começar. Num suspiro obriga o corpo a erguer-se, sustém o peso nos pés com a leveza de quem nunca parou para pensar.
A chuva cai intensa nos seus ombros e ao caminhar sente o seu coração desconcertado. Espalhado pelo chão em peças pequenas que têm que reaprender a estar juntas, como um puzzle. Desfeito, esquecido nalgum tapete que ninguém pisa.
A visão turva-se e ela já não sabe se é a chuva ou se são fracções do seu próprio sal. Mas ao andar a alma não lhe pesa nos tornozelos, as mãos balançam como se não carregassem a vida de mais alguém. Ali, debaixo da chuva, as gotas são refúgio, o mar é porto de abrigo.

10 comentários:

Beks disse...

Está muito bom.
Mas ainda preciso de dizer isto?
Esqueceste-te de contar a parte em que quando se levanta olha para trás e tem pelo menos três de outras como ela a assegurar que não cai... À espera que a tempestade passe, à espera de autorização para se aproximarem e darem o abraço que abrirá o canal que leva à alma e que traz o choro convulso...

E ainda assim... estamos sempre lá.

Gavi disse...

o mar acaba por ser mtas x o nosso refúgio, e a lua a nossa conselheira (mesmo que destorça o sentimento).

"não há como doer p'ra decidir..."

tudo o q tenho a dizer =)

Natal disse...

Bonito post, mas triste. prefiro aqueles que nos fazem felizes e que não nos deixam a matutar. Aqueles que tu sabes fazer tão bem. Continua. Beijo. Até ao proximo ;)

elmary disse...

são estes momentos de introspecção que te levam a escrever assim tão bem, é como estares a escrever o que a tua alma te dita. Lindo
Gostaria que também nos animasses um pouco com os teus pensamentos positivos, esses com que contagias quem te está proximo.
bjs.

Tigui disse...

Sempre textos tão bonitos.

MiLady disse...

o pior é quando deixamos um dos pedaços do puzzle perdidos no chão...

Tygogal disse...

See Please Here

Galmaran disse...

See Please Here

Vini.cius disse...

Olá! Peço permissão à dona deste blog e aos leitores para lhes fazer um alerta: Não cliquem nos links dos comentários de "Tygogal" e "galmaran", que estão acima de meu comentário, pois trata-se de um vírus. Caso não acreditem, busquem no google por esses endereços que aparecem na palavra "here" (xpenprotect ponto com e ajrsc ponto com, respectivamente). Obrigado!

HoneyWitch disse...

vou por o word verification right now - para evitar isto =)

tks!


vini.cius, obrigado e volta sempre!